Crítica: John Wick 3 - Parabellum

Segunda-feria, 13 de maio de 2019                                                                                                                     Texto: Patrícia Piquiá  

 

No filme de ação "John Wick 3 - Parabellum", Keanu Reeves volta como o super-assassino, que queria aposentadoria e viver em paz, mas que não conseguiu e será caçado por todo lugar por uma recompensa milionária posta por sua vida, após ele ter infrigido as regras da organização do crime que ele fazia parte.

 

Resultado de imagem para john wick 3

 

Para aqueles que não se lembram, e recomendo assitirem o primeiro e segundo filmes antes de verem a terceira parte, pois o terceiro filme retorna exatamente onde a parte dois terminou. John Wick matou uma pessoa no Hotel Continental o que violou as regras da Alta Cúpula, organização crimonosa que ele fazia parte, e que como pena pela violação colocou a vida de John  a preço de $14 milhões de dolares. Um exército de assassinos está ávido por matá-lo para ficarem com esse prêmio milionário.

 

Resultado de imagem para john wick 3 parabellum

 

John já deveria ter sido executado no outro filme, pois ele já havia infrigido outra regra da Alta Cúpula, mas conseguiu escapar por dois motivos primeiro por sua habilidade e segundo por ajuda, antes da nova caçada começar o gerente da Continental, Winston, concede a ele uma carência de uma hora antes de ser “Excomungado” em que sua associação a Alta Cúpula será cancelada e ele banido de todos os serviços. John usa a indústria de serviços da organização para se manter vivo enquanto luta para sair de Nova York com vida e buscar escapar da violação que cometeu. Mas novamente terá que usar sua habilidade de super-assassino e influência no mundo do crime para sobreviver.

 

Sem spoilers, eu gostei do filme a premissa para mim está melhor do que a parte dois, os motivos que levaram John a sair da aposentadoria na parte dois para mim foram muito rasos, mas o fato dele ter cometido ou violado as regras e estar sendo caçado por todos os assassinos é muito mais interessante para mim nesse terceiro. Ponto importante é a habilidade de Reeves nas cenas com as armas e nas de lutas, em algumas senti um pouco de rítimo lento, mas no geral não comprometeram. A incorporação de alguns personagens a trama também foram muito bem feitas. Halle Berry se destaca, primeiro pela sintonia com Reeves, depois por sua habilidade nas lutas e no manuseio das armas e a por fim pela interação com os cachorros de sua personagem, Sofia, que são outro ponto alto do novo longa. Se não for pra lutar com cachorros como Halle fez, eu nem quero mais, ela e os cachorros foram um show a parte.

 

Resultado de imagem para john wick 3 parabellum

 

A participação de Anjelica Huston é pequena, mas marcante como uma Bielorrússa parente de John e que eu o ajuda em o momento de desespero. Lawrence Fishburne, nosso eterno Morpheu de Matrix, repete a parceria com Reeves também de forma rápida, mas muito intensa.

 

Os fãs de filme de ação podem comemorar, John Wick voltou com tudo e pra melhor. Agora só fica aquele gostinho de quero mais, será que rolaria um quarto filme? Se fizerem um roteiro tão bom quanto esse eu acho que valeria a pena sim, agora é torcer.

 

Parabellum vem do antigo provérbio latino: “Si vis pacem, para bellum” ou “Se queres a paz, prepara-te para a guerra”

 

O filme estreia dia 16 de maio no Brasil.

Crítica: John Wick 3 - Parabellum

Segunda-feria, 13 de maio de 2019                                                                                                                     Texto: Patrícia Piquiá  

 

No filme de ação "John Wick 3 - Parabellum", Keanu Reeves volta como o super-assassino, que queria aposentadoria e viver em paz, mas que não conseguiu e será caçado por todo lugar por uma recompensa milionária posta por sua vida, após ele ter infrigido as regras da organização do crime que ele fazia parte.

 

Resultado de imagem para john wick 3

 

Para aqueles que não se lembram, e recomendo assitirem o primeiro e segundo filmes antes de verem a terceira parte, pois o terceiro filme retorna exatamente onde a parte dois terminou. John Wick matou uma pessoa no Hotel Continental o que violou as regras da Alta Cúpula, organização crimonosa que ele fazia parte, e que como pena pela violação colocou a vida de John  a preço de $14 milhões de dolares. Um exército de assassinos está ávido por matá-lo para ficarem com esse prêmio milionário.

 

Resultado de imagem para john wick 3 parabellum

 

John já deveria ter sido executado no outro filme, pois ele já havia infrigido outra regra da Alta Cúpula, mas conseguiu escapar por dois motivos primeiro por sua habilidade e segundo por ajuda, antes da nova caçada começar o gerente da Continental, Winston, concede a ele uma carência de uma hora antes de ser “Excomungado” em que sua associação a Alta Cúpula será cancelada e ele banido de todos os serviços. John usa a indústria de serviços da organização para se manter vivo enquanto luta para sair de Nova York com vida e buscar escapar da violação que cometeu. Mas novamente terá que usar sua habilidade de super-assassino e influência no mundo do crime para sobreviver.

 

Sem spoilers, eu gostei do filme a premissa para mim está melhor do que a parte dois, os motivos que levaram John a sair da aposentadoria na parte dois para mim foram muito rasos, mas o fato dele ter cometido ou violado as regras e estar sendo caçado por todos os assassinos é muito mais interessante para mim nesse terceiro. Ponto importante é a habilidade de Reeves nas cenas com as armas e nas de lutas, em algumas senti um pouco de rítimo lento, mas no geral não comprometeram. A incorporação de alguns personagens a trama também foram muito bem feitas. Halle Berry se destaca, primeiro pela sintonia com Reeves, depois por sua habilidade nas lutas e no manuseio das armas e a por fim pela interação com os cachorros de sua personagem, Sofia, que são outro ponto alto do novo longa. Se não for pra lutar com cachorros como Halle fez, eu nem quero mais, ela e os cachorros foram um show a parte.

 

Resultado de imagem para john wick 3 parabellum

 

A participação de Anjelica Huston é pequena, mas marcante como uma Bielorrússa parente de John e que eu o ajuda em o momento de desespero. Lawrence Fishburne, nosso eterno Morpheu de Matrix, repete a parceria com Reeves também de forma rápida, mas muito intensa.

 

Os fãs de filme de ação podem comemorar, John Wick voltou com tudo e pra melhor. Agora só fica aquele gostinho de quero mais, será que rolaria um quarto filme? Se fizerem um roteiro tão bom quanto esse eu acho que valeria a pena sim, agora é torcer.

 

Parabellum vem do antigo provérbio latino: “Si vis pacem, para bellum” ou “Se queres a paz, prepara-te para a guerra”

 

O filme estreia dia 16 de maio no Brasil.

Visualiações
contador de acesso
MEU IP