Crítica: Luta por Justiça

Quinta-feria, 20 de fevereiro de 2020                                                                                                                    Texto: Patrícia Piquiá

 

O drama estrelado por Michal B. Jordan, Jamie Foxx e Brie Larson conta a história baseada em fatos reais do advogado Bryan Sterverson (Michael B. Jordan) e de seu cliente Walter McMillian (Jamie Foxx).

 

Resultado de imagem para luta por justiça

 

O filme começa contando sobre o caso de Walter no final dos anos 1980, um negro que possuía um negócio próprio, mas que é preso acusado de um crime bárbaro.  Em outra linha temporal temos o jovem advogado Bryan Stevenson que inicia um estágio no presidio e por conta disso decide iniciar sua jovem carreira atendendo condenados injustamente a pena de morte.

 

Resultado de imagem para luta por justiça

 

Quando Sterverson assume o caso de Walter McMillian, apesar das algumas evidências que comprovam sua inocência, Stevenson encontra racismo e manobras legais enquanto luta pela vida de McMillian e que ele possa escapar da mais alta pena capital.

 

Eu gostei muito do filme, o tema é forte, mas muito pertinente de ser abordado. Nós precisamos continuar lutando por igualdade, pois o judiciário ainda tem se demonstrado muito preconceituoso e racista, colocando a cor da pessoa como fato preponderante para uma acusação e o número de presos negros ainda é muito superior ao de brancos tanto nos EUA como no Brasil também e isso não pode continuar acontecendo.

 

Resultado de imagem para luta por justiça

 

Michael B. Jordan tem se demonstrado a cada novo filme um excelente ator dando o tom certo de drama em cada cena e como produtor do filme deu a visibilidade necessária para que uma história como essa pudesse ser contada e mostrada ao grande publico. E a participação de Brie Larson é pequena, mas muito firme e marcante. O filme peca por falta de um pouco mais de dinamismo. Tem duas horas de duração que no final parecem pesar devido à complexidade e intensidade do tema. Mas o assunto e a atuação do elenco merecem muito a audiência de todos.

 

O filme estreia dia 20 de fevereiro no Brasil.

 

Nota: 3,5 / 5

counter free