Crítica: Umbrella

Quinta-feira, 07 de janeiro de 2021                                                                                                                   Texto: Patrícia Piquiá

 

O curta de animação brasileiro tem direção de Helena Hilario e Mario Pece e é o primeiro curta nacional de animação a entrar na corrida pelo Oscar® e o roteiro é inspirado em fatos reais.

 

 

O curta nos apresenta a história de Joseph - um menino que vive em um orfanato e, por memórias afetivas, sonha em ter um guarda-chuva amarelo. O encontro com uma jovem garota que acompanha a mãe até o local para fazer doações, nos faz refletir sobre a importância de observar, escutar e sempre se colocar no lugar do outro.

 

Como o nome diz é um curta, por isso também não vou falar muito, mas nem por isso deixa de ter uma mensagem poderosa, mesmo não tendo diálogos, a mensagem é transmitida de forma muito tocante e delicada com o auxílio da trilha sonora e da liguagem corporal da animação, eu recomendo muito, para os emotivos, cuidados com as lágrimas.

 

A animação tem estreia gratuita prevista para o dia 7 de janeiro, às 12h, no Youtube do Stratostorm, clique no link para ver: https://www.youtube.com/watch?v=Bl1FOKpFY2Q.

 

 Nota: 4,0 / 5,0