Crítica: Upload

Quarta-feira, 7 de maio de 2020                                                                                                                    Texto: Patrícia Piquiá

 

A nova série de comédia romance e ficção científica da Amazon Prime Video é estrelada por Robbie Amell. A série foi criada por Greg Daniels roteirista de "Saturday Night Live", "Parks and Recreation" e "The Office.

 

Crítica | Upload é uma série com muito sarcasmo • Coletivo Nerd

 

A série é ambientada em 2033, quando as pessoas que estão à beira da morte podem fazer um “upload” de suas mentes para um hotel virtual antes de morrer. Nathan (Robbie Amell) um programador playboy sofre um acidente e sua namora faz o “upload” dele em um desses hotéis. Na realidade simulada ou virtual cada “upload” tem um anjo, alguém para ajudar na transição e cuidar de suas demandas. O responsável de Nathan é Nora (Andy Allo), uma jovem que logo cria uma relação de cumplicidade com Nathan.

 

Os lançamentos da Amazon Prime em MAIO de 2020 | CinePOP

 

A série lembra o episódio “San Junipero” de Black Mirror com a série “The Good Place” da Netflix só que mais animada. Existe um mistério acerca da morte de Nathan e que pode colocar a vida de Nora em perigo. Há muita reflexão sobre os perigos das tecnologias avançadas, sobre a nossa vida. morte e nossas escolhas e as improbabilidades de um romance entre um ser vivo e um “upload” de uma mente morta é muito bem conduzido.

 

Eu gostei muito e recomendo e espero que tenhamos uma segunda temporada, pois a série termina de um jeito sem muito definição na relação Nathan e Nora e que dá um gancho ótimo para uma continuação.

 

A série estreou dia 1 de maio na Amazon Prime Video.  

 

Nota: 3,5 / 5,0